Documentários para (re)pensar o planeta

5 de outubro de 2017 às 15:25

Por Beatriz Prieto

Documentários por si só são ótimas ferramentas reflexivas. O Teatro Aliança Francesa já exibiu dois docs. que ajudam a pensar alternativas para o planeta: Demain e En quête de sens. Eles estão na nossa lista, junto a outros nomes, para que as ideias e o pensamento crítico possam se fazer presentes nesse momento delicado de interferência humana massiva e violenta:    

Terra

Com belíssimas imagens, o doc. provoca o espectador ao construir uma narrativa contínua. A cronologia explora desde o momento em que o homem convivia com certa consciência em relação a natureza, até o presente, marcado por um desrespeito que evoluiu conforme os milhares de anos foram passando. A direção é de Yann Arthus-Bertrand e Michael Pitiot.


Une vérité qui dérange

Com a natureza em plena fúria nos desastres naturais que volta e meia tomam os jornais, o  documentário propõe refletir sobre as consequências do aquecimento global, réchauffement climatique, em francês. Soando como um apelo, vale a pena assistir para refletirmos sobre os nossos hábitos, e a consequência de ações que já estão incorporadas no cotidiano e nem nos damos conta.  


Une suite qui dérange: le temps de l’action

Onze anos depois de lançado o documentário Une vérité qui dérange (acima), o diretor Al Gore retorna com uma edição recente, de 2017, o que pode ser ótimo para comparar dois momentos distintos, que levantam, embora, o mesmo problema de antes: o aquecimento global. É possível notar como algumas ações pouco responsáveis, como a decisão de Donald Trump em retirar os Estados Unidos do acordo de Paris, acabam por agravar os mesmos problemas.     


Demain

Fugindo de uma abordagem apocalíptica, o documentário inclusive já foi exibido em nosso cine-teatro Aliança Francesa, como parte do projeto Cine Conversa. O objetivo é mostrar ações concretas pelo mundo, que visam ir na contramão da indústria, geradora de um enorme desperdício de recursos. A câmera viaja por países com diferentes perspectivas, da Índia à Finlândia, mostrando alternativas em pequenas comunidades que podem servir de inspiração. Disponível no Netflix!


En quête de sens

Depois de trabalhar em uma multinacional, Marc de la Ménardière e seu amigo Nathanaël Coste repensam seus sentidos de vida e partem para uma viagem em busca de algum norte, conversando com figuras engajadas na causa ambiental, política, e da economia solidária. Aspectos religiosos também são explorados pelo documentário, em uma abordagem subjetiva que leva aos preceitos do budismo e do ciclo interdependente da natureza. Boa pedida para repensar, e agir! O documentário está disponível no site.