Pular para o conteúdo

Aventure-se nos Parques Naturais da França!

9 de março de 2017 às 11:41

Por Beatriz Prieto

Nem tudo é Paris e burburinho metropolitano. A França possui áreas rurais que são protegidas para preservarem seus atrativos naturais, e daí nasceram os Parcs Naturels Régionaux de France, que somam 51 em todo o território do país. Muitos deles possuem atividades culturais e de lazer que podem ser contratadas por empresas da região, além de produtos regionais e paisagens intocadas, formadas por cânions milenares, montanhas, rios e lagos de cores vivas. Separamos 5 deles que são ótimos para quem gosta de esportes e de curtir o ar puro guardado longe da cidade, todos consultados no site oficial dos parques. Découvrez!

Parc Naturel Régional du Verdon

christophe2

Caiaque no Parc du Verdon

Localizado em uma zona intermediária entre a Provence e os Alpes, a região tem fauna e flora impecáveis. Por lá, não será difícil avistar borboletas, já que são 2 mil espécies a voar em companhia das águias, além de outros animais como veados e tímidos morcegos que não cruzará durante o dia. Os rios e lagos são o ambiente ideal para pescar, com trutas fresquinhas, e também para a prática da canoagem e caiaque realizadas por empresas credenciadas do lugar. O parapente é outra atividade que merece ser feita pela vista que descortina, com o Mont Ventoux, a montanha de Lure e Sainte-Victoire, e os cânions da vila de Moustiers. A Provence vista de cima é impressionnant! Veja todas as atividades que podem ser feitas em Verdon aqui.

Parc Naturel Régional des Monts d’Ardèche


chevaux_de_sarnoux
Cavalgadas no Parc Monts d’Ardèche

Incrustado na região de Rhône-Alpes, o parque abrange 190 mil hectares, divididos em seis partes, cada uma com características diferentes, incluindo atividades vulcânicas, extensas faixas de terra para a agricultura, florestas e paredões rochosos. Tal variedade de ambientes consegue oferecer trilhas guiadas de mountain bike, passeios à cavalo serpenteando as montanhas e, para os mais aventureiros, escaladas e a chamada “via ferrata”. Esta última consiste em um itinerário repleto de desafios pelas rochas, em que o praticante deve percorrer sete graus de dificuldade para completar o desafio. Conheça as atividade que podem ser feitas em Monts d’Ardèche aqui.

Parc Naturel Régional du Haut-Languedoc
arbre_et_aventure

Arvorismo no Parc de Haut-Languedoc

Está a apenas 1h30 das principais cidades da região, como Toulouse e Montpellier, e compreende, entre os vários habitats, as planícies de vinho de Languedoc. O lugar tem um clima bem diverso por estar situado entre o mar Mediterrâneo e o Atlântico, e é um dos parque que mais dispõe atividades de lazer. Há tours temáticos bem interessantes, que abordam temas específicos como o uso de plantas medicinais da região, curiosidades sobre as aves e observação das estrelas durante a noite. Passeios por grutas e cavernas também podem ser contratados, além de arvorismo, cavalgadas e passeios de canoa rodeado pelos vinhedos. Saiba de todos os esportes de aventura que podem ser feitos em Haut-Languedoc aqui.

Parc Naturel Régional des Grands Causses

diplome_be_escalade_027cmontpellier_le_vieux_pnr_grands_causses

Escalada no Parc des Grands Causses 

Ao sul de Aveyron, o parque compreende 96 municípios e tem como vizinhos o Parque Nacional de Cévennes e o Parque Natural Régional Monts d’Ardèche, sendo um dos maiores espaços naturais da Europa. As paredes de calcário, que dão nome ao parque – Causses são platôs de calcário, em francês – são verdadeiras esculturas para praticar escaladas, podendo chegar a até 500 metros de altura. Outros pontos altos são passeios de balão e parapente, que permitem ver os lagos e montes bem do alto. Já em terra, há excursões de motocicleta e bike, e se os motivos ainda não forem suficientes, o famoso queijo roquefort é produzido nas imediações, com o leite das ovelhas sortudas que lá habitam. Você pode ver a programação completa aqui ou ainda mais informações no site do Parque.

Parc naturel régional des Pyrénées

snake-gliss-11

Snake gliss no Parc des Pyrénées

Na fronteira com a Espanha, os pirineus formam um território bem diversificado, com picos que chegam a 3 mil metros e 60 lagos de montanha, onde se pratica o rafting e a canoagem. Escolhido como lugar de esportes de aventura inclusive durante o inverno, há trekkings que requerem um bom fôlego para caminhar com a altitude elevada, e com muita neve em volta. Deslizar sobre o tapete branco que se forma durante essa época do ano é super divertido, e pode ser feito com o snake gliss, que são várias poltronas acopladas, onde as pessoas se sentam e deslizam juntas. Estações de esqui também estão dispostas no parque, e uma das atividades mais inusitados é passar uma noite dentro de um iglu construído pelas próprias mãos. Saiba mais sobre os passeios aqui.