Pular para o conteúdo

Honoré de Balzac: Três grandes obras desse autor fundamental

15 de maio de 2019 às 14:07

Honoré de Balzac foi uma influência para autores como Émile Zola, Marcel Proust e Gustav Flaubert e muitos outros.

Nascido no final do século XVIII Honoré de Balzac transformou a literatura mundial com sua escrita inovadora.Mais do que um grande romancista, ele foi o mais importante cronista de costumes de seu tempo. Seu retrato abrangente da vida francesa era, segundo o próprio autor, realizaria pela pena o que “Napoleão não conseguiu concluir pela espada”. Veja alguns de seus principais livros:

A Comédia Humana

Foi assim que Honoré de Balzac decidiu chamar a compilação de quase toda a sua obra. À excessão de alguns de seus textos iniciais, esse conjunto reúne 89 romances. Suas histórias ficaram conhecidas por retratar, a partir de uma linguagem única, o cotidiano da sociedade burguesa na época da Restauração francesa (entre o governo de Napoleão e o de Louis Bonaparte).

A Mulher de Trinta Anos

Dividido em seis partes, esse é um dos títulos mais conhecidos do autor. Focado na trajetória da personagem feminina Julie, mostrando as agruras sentimentais e amorosas da alma feminina em sua época. Uma curiosidade interessante é que a expressão “balzaquiana” foi criada a partir desse livro, para descrever a maturidade das mulheres por volta dos 30 anos!

Ilusões Perdidas

Dentro da Comédia Humana, o mais extenso romance foi Ilusões Perdidas. Escrito por volta de 1830, esse pode ser considerado o centro de seu projeto ambicioso. Atenção para não confundir essa obra com Em Busca do Tempo Perdido, de Marcel Proust.

LEIA MAIS: