Pular para o conteúdo

Planejamento estratégico: como se organizar para seus objetivos!

16 de setembro de 2020 às 17:11

Com um planejamento estratégico bem feito é muito mais fácil encarar desafios

Muitas vezes ficamos com medo de encarar novos desafios no campo pessoal ou profissional. Isso acontece por diferentes razões e muitas vezes está ligado às nossas próprias inseguranças. Por isso, nesse momento, é importante parar, respirar e ir com calma. Para ajudar vamos dar algumas dicas para você elaborar um bom planejamento estratégico, com os passos para chegar aonde você deseja.

O princípio básico é transformar sua própria forma de encarar suas ações. Ao invés de uma posição reativa, com nossas dicas o objetivo é ter uma atitude proativa, direcionando sua energia de forma inteligente. Veja nosso conteúdo e saiba que ele pode ser muito bem aproveitado nos seus estudos da língua francesa, por exemplo:

Quais são as etapas para um bom planejamento estratégico?

Um bom plano de ação busca entender seus pontos fortes e fracos e a partir daí elaborar suas metas. Para isso é preciso ser bastante honesto com você mesmo, para desenvolver seus pontos fracos, mas também valorizar o que você já tem de positivo.

Veja algumas sugestões de etapas para um planejamento de sucesso:

Nomeie seus objetivos

Nessa primeira fase é importante que você olhe para o futuro e estabeleça seus sonhos, onde você quer chegar com seu planejamento. Vale escrever num papel, bloco de notas, em qualquer lugar mesmo. Não precisa ser modesto, essa reflexão é totalmente pessoal.

Não há uma regra pré-definida. Você pode escolher um projeto de emprego, uma compra importante ou até mesmo uma viagem internacional. Para ajudar nos próximos passos, camos usar como exemplo o objetivo: aprender francês para estudar na França.

Entenda seus pontos fortes e fracos

Para um bom planejamento é preciso que você saiba quais são suas fraquezas e forças. Grandes empresas fazem essa análise com recorrência e chamam o processo de SWOT. Com ela é possível se comparar com outros e saber exatamente o que te ajuda e o que te prejudica.

Aqui você deve realizar uma autoanálise a fim de entender quais são as suas características que vão fazer a diferença até você chegar no resultado. Mas também, saber quais são aqueles pontos que talvez possam prejudicar o andamento de suas tarefas.

Vamos a um exemplo prático: você deseja quer estudar na França daqui a um ano. Sua fraqueza é ainda não dominar o idioma e não conhecer o processo de candidatura. Já seu ponto forte é a persistência e o desejo de ir atrás de um projeto de estudo que faça sentido.

Plano de ação

Depois de avaliar suas características, está na hora de colocar a mão na massa e definir suas metas e prazos. Nesse momento você deve pesquisar quais as datas de inscrição para universidades francesas, quais os requisitos para estudar lá, e quais cursos você gostaria de tentar. Você também pode estabelecer suas metas de aprendizado do francês, para chegar no momento final do plano com o nível necessário de conhecimento.

Com isso tudo respondido, você terá em mãos exatamente os passos necessários para transformar suas ideias em ações. Dessa forma fica muito mais fácil dar cada passo rumo ao seu objetivo.

Aplicar o seu planejamento estratégico

Tendo todas as definições acima você já estará pronto para partir para a ação. Seguindo os passos que você mesmo montou será possível focar exatamente nas atitudes que vão te levar mais longe.

Claro que todos os planos podem ter reveses e dificuldades que você não imaginava. Mas mesmo que seu plano mude, todo o processo permitirá um melhor autoconhecimento para compreender suas principais características e desejos.

Ter um plano elaborado faz com que seus objetivos pareçam menos assustadores. Toda meta passa a ser possível, desde que você seja realista com suas próprias capacidades e tenha força de vontade para chegar aonde planejou.

 

LEIA MAIS: