Pular para o conteúdo

Quem está no Panthéon de Paris?

13 de setembro de 2021 às 14:22

O Panthéon de Paris (Panteão em português) foi planejado, no século XVIII, para ser uma igreja, mas depois da Revolução Francesa, o monumento virou um mausoléu e passou a abrigar as criptas de grandes nomes da história da França. Quem já visitou Roma percebe a similaridade com o Panthéon da cidade italiana, que serviu de inspiração.

Hoje, 80 célebres personagens da história francesa foram escolhidas para estarem no Panthéon, entre elas; escritores, cientistas e políticos. O Panthéon fica no 5º arrondissement, bem no burburinho do Quartier Latin e vale muito uma visita.

fachada do panteão em paris

 

Logo na entrada do mausoléu a frase gravada mostra a importância daqueles que estão no seu interior: “Aux grands Hommes, la Patrie reconnaissante” – Aos grandes homens, a Pátria grata”.

Alguns nomes de destaque:

  • Jacques-Germain Soufflot (Arquiteto do Panthéon)
  • Os Filósofos Voltaire e Rousseau
  • Os Escritores Victor Hugo, Émile Zola e Alexandre Dumas
  • Sadi Carnot (O único ex-presidente francês no Panthéon)
  • Louis Braille (Criador do sistema de leitura para cegos que recebeu seu nome)

Você encontra a lista completa dos nomes nesse artigo (em francês)

Quem será a próxima personalidade a entrar no Panthéon de Paris?

Quem escolhe quem entra é o Presidente da República. Um lugar no Panthéon é bastante disputado e pode demorar anos para ser anunciado. Fãs, historiadores e parentes fazem uma espécie de lobby e coletam assinaturas para convencer o Presidente a tomar a sua decisão.

A mais recente celebridade escolhida foi a cantora franco-americana Josephine Baker (1906-1975), que será a primeira mulher negra a entrar no Panthéon. A Artista consagrou-se a primeira estrela internacional negra e foi espiã da Resistência Francesa contra as tropas nazistas durante a Segunda Guerra.

Haverão ainda muitas oportunidades para homenagear outros nomes, uma vez que a capacidade total do Panthéon é de cerca de 300 lugares.

josephine-baker no panteão

Sexta mulher no Panthéon de Paris

Joséphine Baker será a sexta mulher a entrar no Panthéon, depois de Sophie Berthelot (esposa de Marcelino Berthelot), a física Marie Curie, as lutadoras da resistência Germaine Tillion e Geneviève de Gaulle-Anthonioz, além de Simone Veil (Política), a última personalidade a ser incluída, em 2018.

Curiosidades Interessantes

  • Há uma homenagem ao escritor Antoine de Saint-Exupéry, que desapareceu em um acidente de avião em 1944. O corpo do autor do “Pequeno Príncipe” nunca foi encontrado.
  • Algumas personalidades, enterradas no Panthéon, foram posteriormente excluídas por causa de revelações comprometedoras após sua morte:

Honoré-Gabriel Riqueti de Mirabeau (1749-1791),
Louis-Michel Lepeletier de Saint-Fargeau (1760-1793),
Auguste Marie Henri Picot de Dampierre (1756-1793),
Jean-Paul Marat (1743-1793).

  • Voltaire foi a primeira personalidade a entrar no Panthéon em 1791
  • Em 1851, o cientista Leon Foucault fez a primeira demonstração experimental da rotação da Terra em torno seu eixo. O experimento foi feito por meio da rotação do plano de oscilação de um pêndulo longo e pesado suspenso livremente, no Panteão de Paris.

panteão pendulo foucault

 

LEIA MAIS: