Pular para o conteúdo

Cinco autores contemporâneos franceses para ficar de olho!

14 de fevereiro de 2020 às 17:49

Conheça cinco autores contemporâneos da frança que tem ganhado espaços nas livrarias nos últimos anos

Todos já ouvimos falar dos escritores clássicos da literatura francesa, como Victor Hugo, Gustave Flaubert e diversos outros. Mas muita gente não conhece os autores contemporâneos que estão produzindo literatura hoje em dia.

Ler em francês é uma forma de praticar o idioma e mergulhar mais fundo na cultura francófona. Pensando nisso, preparamos uma lista de importantes escritores  e seus principais livros que estão fazendo sucesso na França. Veja abaixo

Michel Houellebecq

Ele é o escritor francês vivo com os livros mais lidos do mundo. Seu início na literatura começou em 1994, de lá pra cá ele ganhou prêmios literários importantes como o Prêmio Décembre em 1998 e o Prêmio Goncourt em 2010. Considerado o Enfant Terrible da literatura francesa atual, seus livros sempre trazem à tona debates presentes na nossa sociedade. Nossa indicação para começar a ler o autor é O mapa e o território (La carte et le territoire).

Yasmina Reza

Roteirista e atriz francesa, os textos de Yasmin reza estão cheios de influência teatral. A maioria de seus livros satíricos reflete sobre questões contemporâneas da classe média. A escrita é sutil e traz importantes reflexões para o leitor.  Em 2012, seu livro mais conhecido, Deus da carnificina (Le dieu du carnage), foi transposto para o cinema.

Nicolas Mathieu

Pouco conhecido do grande público, o escritor Nicolas Mathieu foi o vencedor do Prêmio Goncourt 2018. Ele chamou a atenção da crítica por jogar luz sobre os franceses marginalizados. Seu livro Leurs Enfants Après Eux ajuda a compreender fenômenos como os Coletes Amarelos. A obra é centrado nos sonhos de juventude de um grupo de adolescentes, que ele acompanha ao longo de quatro verões a partir dos anos 1990.

Leïla Slimani

A escritora franco-marroquina Leïla Slimani é outra autora em ascensão no cenário literário. Ela esteve na FLIP em 2018 para promover seu livro Canção de Ninar (Chanson Douce), ganhador do Prêmio Goncourt 2016. Além de seu sucesso como escritora, ela também foi convidada pelo presidente da França, Emmanuel Macron, para ser promotora oficial da francofonia pelo mundo.

Édouard Louis

Com apenas 27 anos, já tem três obras publicadas. Seus livros costumam denunciar a realidade da marginalização de diferentes grupos. Louis escreve sobre a origem social, a oposição entre cidade e província, a homossexualidade. Sempre desmistificando a vida na França. Em O fim de Eddy (En Finir Avec Eddy Bellegueule), ele faz um relato autobiográfico das agressões homossexuais que sofreu na infância. O livro é delicado, mesmo mostrando uma realidade muito dura.

 

Na Biblioteca Claudie Monteil, da Aliança Francesa você encontra esses e muitos outros livros en français. Dá uma olhada!

LEIA MAIS:
LIVROS FRANCESES GANHADORES DE PRÊMIOS INTERNACIONAIS CHEGAM À BIBLIOTECA!
TOP 5: CLÁSSICOS FRANCESES QUE TODOS DEVERIAM LER
HISTÓRIAS EM QUADRINHO PARA TREINAR O FRANCÊS