Dicas para economizar na França

29 de setembro de 2016 às 10:00

 

Explorar um país requer tempo e dinheiro, mas as férias dos sonhos não estão tão longe da realidade. Com algumas sugestões espertas, é possível economizar na França e otimizar o número de destinos da sua viagem! Veja, a seguir, nossas dicas para conhecer a França gastando pouco em diversos serviços, como transporte e alimentação, e aproveitar ao máximo tudo o que o país oferece aos viajantes 😀

TRANSPORTE

Carona na estrada

Há diversos sites e aplicativos que colocam em contato motoristas e passageiros para caronas com data e preço determinados. Os custos de combustível são divididos e costuma sair mais em conta do que viajar de trem ou avião.

Acesse os sites do Blablacar, Covoiturage Libre e Covoiturage France.

Para corridas mais curtas, o Uber e o Cabify são aplicativos indispensáveis, ainda mais se você optar por dividir o carro com outros passageiros, o que garante uma boa economia.

Passagens achado

O que acontece com as pessoas que compraram passagens de trem, ônibus ou avião, e por algum motivo desistiram da viagem? Elas revendem por preços menores e esse site facilita o contato para você! O site Kelbillet ajuda você a encontrar passagens.

Se a ideia é explorar o máximo possível, passando por várias cidades, esse site possibilita a compra de pacotes de acordo com a região desejada. Consulte o site da Interrail.

Nos sites oficiais das companhias de trem, há frequentemente promoções que podem otimizar o orçamento da viagem! Fique de olho no site da SNCF.

A Ryanair e a EasyJet são companhias aéreas com passagens de baixo custo. Normalmente, a bagagem autorizada sem taxa adicional é a que você leva na cabine e é possível encontrar voos a partir de 10 euros.

ouigo-tgv-trem-franca

Similar às companhias anteriores, o OuiGo é a linha ferroviária francesa de baixo custo. Com trens novos e impecáveis, há trechos pelo país inteiro com passagens a partir de 10 euros.

Transporte público local

O transporte público é a maneira mais fácil de se locomover nas grandes cidades. Em algumas delas, como Paris, Lyon e Marseille, por exemplo, é possível comprar um passe ilimitado para metrô e ônibus com duração para um dia, semana ou mês. Se não for o seu caso, existe também um combo de 10 tickets individuais com preço promocional. Fique atento às informações nos guichês das estações para escolher a melhor opção de acordo com a sua permanência na cidade.

Aluguel de bicicletas e carros públicos

Nas grandes cidades, como Lyon e Paris, é possível alugar bicicletas e automóveis em postos de autoatendimento espalhados pelas ruas. Há diversas estações pelas cidades com dezenas de bikes e carros que, uma vez cadastrado, você pode retirar e dar um passeio livremente. Para evitar sanções, é necessário devolver em uma estação do serviço dentro do prazo determinado.
Em Paris, o serviço de bikes é o Velib. Para os automóveis, Autolib . Em Lyon, você pode usar as bikes Velov e o serviço de carros bluely.

HOSPEDAGEM

Hospedagem amiga

Já pensou em se hospedar na casa de alguém sem pagar nada por isso? É o que propõe a comunidade do CouchSurfing! Com base na hospitalidade, o site permite receber viajantes e se hospedar em casas do mundo inteiro. A surpresa vem quando, após o primeiro uso, você descobre que a maior vantagem do serviço não é a economia, mas o contato com as pessoas. Super sympa!

Lar doce lar

Se por vezes os hotéis podem parecer impessoais demais, o que acha de se hospedar em um verdadeiro lar francês e ter a experiência de viver como um local? Através do AirBnB é possível alugar casas, apartamentos ou somente quartos por quanto tempo for necessário. Além da vivência, essa opção é vantajosa pois é frequentemente mais em conta do que os hotéis tradicionais.

Baixa temporada

Aproveite os meses de baixa temporada para programar sua viagem. Se o plano é curtir os dias quentes do verão europeu, vale anotar que é durante o mês de setembro que os franceses voltam de férias e os preços das hospedagens caem bruscamente. Além disso, outro fator interessante é que, com menos visitantes, as atrações turísticas não ficam cheias, permitindo um passeio mais proveitoso.

plat-du-jour

ALIMENTAÇÃO

Plat du Jour ou Formule (Entrée + plat + desert)

Um jeito de economizar nas refeições em restaurantes ou bistrots é perguntar pelo prato do dia (plat du jour) ou pela formule (fórmula, que inclui entrada, prato principal e sobremesa, ou duas das opções possíveis). Essas opções do dia costumam sair mais em conta do que os pratos à la carte.

Gastronomia mundial

A França reúne comunidades enormes de migrantes de diferentes regiões do globo, o que contribui para uma variedade impressionante de restaurantes. Nas cidades é possível provar o que há de melhor da cozinha vietnamita, indiana ou marroquina por preços módicos. Um jeito delicioso de conhecer um pouco da cultura desses países.

Água na faixa!

Sempre que parar em algum lugar para uma refeição e a sede aparecer, peça por uma carafe d’eau. Trata-se de uma garrafa com água potável oferecida gratuitamente nos cafés, restaurantes, bares e bistrots do país inteiro! Vale lembrar que a água da torneira é potável, portando, se quiser abastecer em casa as garrafinhas de água para se hidratar durante os passeios do dia, o consumo é liberado!

Restaurante Universitário

Parecidos com os “bandejões” das universidades brasileiras, esses restaurantes universitários, também conhecidos como “Resto U” pelos franceses, são uma opção boa e barata para os estudantes, mas não só. O público geral também pode se beneficiar do buffet por um preço camarada. Uma refeição com diversas opções de entrada, prato principal e sobremesa custa cerca de € 5 para não-estudantes.

Para informações como tarifas, endereços e horários de funcionamento, acesse o site do CROUS.

Restaurantes com preços honestos

O site Les Petites Tables traz uma seleção de restaurantes parisienses que oferecem refeições a menos de €10. Vale consultar!

Sem pegadinha!

Na França não há surpresa na hora de escolher o prato. Todos os restaurantes devem deixar um exemplar do cardápio no lado de fora do estabelecimento, para o cliente conhecer os preços e opções disponíveis na casa antes de decidir se entrará ou não. Observe se está dentro do seu orçamento et bon appétit!

Piquenique no parque

Uma opção divertida e barata é o piquenique! A versão francesa pode ser feita no bom e velho parque, em uma praça ou quem sabe ainda na beira de um rio. Nos mercados, é possível encontrar diversas opções gostosas de comida pronta, como saladas, wraps e sanduíches. Basta escolher o que der água na boca primeiro e sentar na sombra mais próxima!

Cozinha prática

Para dias em que o restaurante não cabe no bolso, e se você está hospedado em algum apartamento ou hostel que possua cozinha, a rede de congelados Picard é uma boa dica. Por lá é possível encontrar alimentos já picados, além de carnes e peixes cortados, canapés e outras delícias super práticas para fazer em casa.

CULTURA

A maioria dos museus oferece entrada gratuita em dias e horários específicos.

No Louvre e em praticamente todos os museus, o primeiro domingo do mês tem entrada gratuita. Visite o site oficial dos que você pretende visitar e se programe!

Jovens com menos de 26 anos não pagam entrada ou têm um desconto considerável em muitas atrações pelo país – a redução vale inclusive em algumas lojas, como por exemplo, as Galeries Lafayette. Veja mais opções no site ISIC.

Para poupar tempo, procure comprar os ingressos antecipadamente pela internet, evitando filas homéricas. Para quem ficará hospedado em Paris, o Museum Pass pode ser uma boa, desde que você se planeje para visitar a maioria dos pontos turísticos entre 4 ou 6 dias, o que envolve uma boa dose de programação. O passe também dá acesso a alguns monumentos na região de Picardie.

Se for ficar pouco tempo em Paris, comprar os ingressos avulsos pode ser mais interessante e econômico, já que o Museum Pass não é muito barato, custando desde €62 para o período de quatro dias, e €74 para 6 dias.

DIVERS

Caso precise se conectar de última hora e não tenha um chip local ou internacional, aproveite o wi-fi gratuito existente nas praças, parques, ônibus, cafés e até em alguns restaurantes.

O melhor momento para quem deseja fazer compras é durante as soldes! A grande liquidação francesa acontece duas vezes por ano, no inverno e no verão, e é sempre em janeiro e junho. Fique atento e aproveite as reduções de até 70%!