Ensino do francês na América latina: professoras vão a congresso

26 de junho de 2018 às 14:15

Uma equipe de professoras da AFSP foi até a Colômbia para participar do congresso da SEDIFRALE (Federação Internacional de Professores de Francês), em conjunto com a COPALC (Comissão para a América Latina e Caribe).

O tema do evento, Du repli au renouveau (Do recuo à renovação), apontou o cenário da língua francesa no contexto local: entender as políticas regionais que podem mudar o status do idioma e revisar as práticas de ensino de FLE (Français Langue Étrangère), sempre com o objetivo de aperfeiçoar o processo de aprendizado. Um fator enriquecedor do congresso foi a presença de profissionais diversos que se dedicam ao ensino do francês, da escola primária às universidades.

Em Bogotá, a equipe Pedagógica da Aliança pôde expor as práticas de nossa instituição e também vivenciar o que os colegas do continente têm experimentado em sala de aula. Veja como foi a experiência de cada uma de nossas professoras:

Vanessa Ferreira de Oliveira

professora_vanessa_ferreira

“Neste evento, tive o privilégio de encontrar pessoalmente grandes nomes da Francofonia e de participar de vários ateliers incríveis que vão enriquecer minha atividade em sala de aula. Porém, o mais enriquecedor foi a troca e as descobertas. Pude conversar com francófonos de diversas partes do Globo; nenhum livro ou documentário pode substituir uma experiência como essa, um aprendizado extremamente rico e único, simplesmente inesquecível.”

Assista ao canal do Youtube da nossa professora Vanessa 🙂

 

 

 

 

Danielle Goldstein

professora_danielle_goldstein
“O Congresso na Colombia foi muito interessante. Tive a oportunidade de falar com pessoas de outros países e Estados do Brasil, e aprender um pouco sobre a vida escolar e sobre o francês nesses locais. Assisti a ateliers e comunicações que me deram muitas ideias para animar ainda mais minhas aulas. Também apresentei ateliers com os temas: Le texte est trop long? comment le travailler, La grammaire en(jeu) et en chansons, e Concevoir un cours avec des supports recyclables.”

 

 

 

 

 

Daniela Badra

professora_daniela_badra

 

“Esta foi minha primeira experiência em Sédifrales e o fato dela ter englobado América do Sul e Caribe, conferiu-lhe um elemento novo em minha formação. Na parte cultural, o ponto culminante das Sédifrales foi, sem dúvida, a emocionante apresentação de lendas e da história dos francófonos da América com artistas internacionais: Alexandre Belliard et Jorane ao violão e violoncelo. A qualidade de tudo o que foi apresentado ao longo destes dias me encantou. Sem falar na descoberta de Bogotá, uma cidade mágica, envolvente e culturalmente muito rica que certamente inspira os professores de francês que lá ensinam e todos aqueles que a visitam.”

 

 

 

Cristina Soto Cocco

professora_cristina_soto

 

“Poder participar de um congresso internacional como o SEDIFRALE é uma experiência muito enriquecedora: professores, pesquisadores, editoras, conferencistas provenientes de diversos países reunidos pelo francês para discutir sobre o ensino da língua francesa e da cultura francófona. Nessa edição, apresentei uma comunicação sobre o uso de sites e aplicativos para trabalhar a revisão lexical com os alunos. Professores de diferentes nacionalidades e contextos – Aliança Francesa, colégios, universidades e outras instituições – puderam participar do meu atelier.”

 

 

 

 

Vanilda Soares Teixeira

coordenadora_vanilda_soares
“Participar do Sedifrale é enriquecer seu repertório enquanto profissional da pesquisa e do ensino do francês e da literatura de expressão francesa, o que impacta positivamente tanto em seu trabalho acadêmico quanto em sala de aula. Uma oportunidade única.”

 

 

 

 

 

 

VEJA MAIS: