Pular para o conteúdo

Você conhece a nova geração da música pop francesa?

2 de maio de 2022 às 14:00

Além de referência pelas chansons da década de 50 e 60, nos últimos anos a França ganhou uma nova geração de músicas pop

Uma leva de jovens artistas tem impulsionado uma nouvelle vague na música pop francesa. As produções são modernas e misturam referências de vários países. Aproveite para praticar o seu francês enquanto atualiza seu repertório musical!

Aya Nakamura

Aya Nakamura é uma cantora franco-maliana, que faz muito sucesso na cena cultural francófona. Ela começou sua carreira em 2014, no Youtube, e aos poucos foi sendo notada, até lançar o hit “Djadja”, em 2018. Suas músicas são super envolventes, misturando ritmos como zouk, pop e R&B. As letras das canções também têm um estilo próprio, com muitas gírias, elas retratam exatamente como os jovens se comunicam nas ruas.

 

Soprano

O rappeur francês de Marselha faz sucesso desde o começo dos anos 2000. De origem camaronesa, seu nome verdadeiro é Saïd M’Roumbaba. Ele faz parte da cena musical de Marselha, junto com outros rappeurs, como o grupo IAM. Ele já ganhou disco de ouro e platina.

 

La Femme

Surgido em Biarritz, cidade na costa oeste da França, esse grupo se tornou uma febre no país, renovando o interesse internacional pela música independente francesa, que estava levemente estagnado desde o sucesso da banda Phoenix. Seu primeiro disco, Psycho Tropical Berlin, foi lançado em 2013 e fez um grande sucesso, ganhando o prêmio Victoire de la Musique, oferecido Ministério da Cultura da França para o álbum revelação do ano.

 

Voyou

Promessa para 2019, Voyou é o pseudônimo do cantor Thibaud Vanhooland, nascido em Lille e criado em Nantes. Por enquanto ele tem apenas um EP lançado (On s’emmène avec toi), mas seu primeiro álbum está previsto para esse ano. Mesmo com pouca experiência, o artista tem conquistado cada vez mais espaço, já tendo realizado diversas apresentações na Europa e inclusive um pocket-show especial em São Paulo, no final do ano passado. Mesmo com pouca experiência, o artista tem conquistado cada vez mais espaço, já tendo realizado diversas apresentações na Europa e inclusive um pocket-show especial em São Paulo, no final do ano passado.

 

Clara Luciani

Descoberta em 2016, ela acompanhou o grupo La Femme por dois anos em suas turnês e em algumas músicas de seus álbuns. Em 2017 lançou seu primeiro EP, cheio de letras pesadas, fruto de uma desilusão amorosa. Menos de 12 meses depois foi divulgado seu primeiro álbum, Sainte Victoire, uma grande superação que chamou a atenção de boa parte da crítica musical francesa.

Entre as canções do disco, chama à atenção a versão francófona do hit The bay da banda britânica Metronomy (no disco a canção foi traduzida para La Baie) e também a canção On ne meurt pas d’amour, na qual ela supera a ferida de seu relacionamento acabado, mas não sem sofrer no caminho. O álbum contou com importantes produtores associaram as músicas ao que a de mais moderno na música mundial, entre eles Yuksek, remixer de Lykke Li e Lana Del Rey.

 

 

 

Ouça a nossa playlist de pop francês no Spotify

 

LEIA MAIS: