Pular para o conteúdo

#SUPERPROFS – CONHEÇA A PROFESSORA MARIE BALLY

Perfil SuperProfs

29 de setembro de 2021 às 10:00

A Professora de francês Marie Bally é exemplo de como os professores da Aliança Francesa são bem-preparados. Ela possui formação em Letras, Pedagogia e História, com especialização em Arte Contemporânea. Uma bagagem acadêmica que faz toda diferença na sala de aula. Afinal, mais do que um curso de francês, nossos alunos aprendem sobre a cultura da França e de outros países francófonos.

Marie Bally, prepara e ministra o curso superior  “Art, Culture et Civilisation Française”. Um curso único, especialidade da Aliança Francesa de São Paulo.

marie-bally

 

1 – Há quantos anos trabalha como professora da Aliança?

Esse ano completo 32 anos

2 – Já foi professora de quais unidades?

Eu faço parte dos móveis da Unidade Jardins; aonde a Aliança Jardins Trianon vai, eu vou junto. Eu já dava aulas nessa Unidade na época em que ela ficava na Alameda Tietê. Depois, a Aliança Jardins mudou para outros endereços na região e eu fui acompanhando.

3 – Qual é a sua formação acadêmica e nacionalidade?

Eu sou francesa, hoje naturalizada brasileira. Mas nasci no Líbano. Meu pai era francês e a minha mãe espanhola. Passei a infância em Beirute, depois voltamos para França. Vim morar no Brasil por volta dos anos 80, acompanhando meu marido.

Eu sou formada em Letras, Pedagogia e História, com especialização em Arte Contemporânea. Minha formação acadêmica me permite elaborar e ministrar o curso superior AF “Art, Culture et Civilisation Française”. Outras 3 colegas preparam o curso superior AF “Litterature francophone”. Friso que não é toda Aliança Francesa que oferece esta programação de curso superiores; são realmente especialidade da Aliança Francesa de São Paulo. Há inclusive muitos alunos de outras cidades do Brasil que seguem estes cursos de modo on-line. A passagem de todos nossos cursos para a modalidade online é um desafio bastante positivo que a pandemia nos trouxe. Tenho percebido que os alunos estão realmente gostando, principalmente aqueles que estudam à noite, pois não precisam mais se deslocar e voltar tarde para casa.

4 – Como começou o seu aprendizado da língua francesa?

Minha língua materna é o francês.

5 – Fale sobre 3 (ou mais) filmes francófonos que você gosta

Para nossos alunos :

Les Intouchables (Os Intocáveis)

La Môme (Um hino ao amor)

L’Artiste (O Artista)

De rouille et d’os (Ferrugem e osso)

Le fabuleux destin d’Amélie Poulain (O fabuloso destino de Amélie Poulain)

Gosto pessoalmente também dos filmes do diretor francês Jean-Jacques Annaud, que dirigiu o filme “O Nome da Rosa”. Os filmes do diretor francês Alan Resnais, que dirigiu “Hiroshima mon amour”. O diretor François Truffaut , todos seus filmes . E os da atriz e recente diretora Valérie Lemercier.

O que torna os filmes franceses especiais é que eles são embasados em documentos autênticos, pesquisas sérias, fatos; não são sempre ficções e nem grandes produções de tipo blockbusters .

6 – Fale sobre 3 livros (ou mais) francófonos que você gosta

Falando dos livros para nossos alunos : faz parte da grade curricular da Aliança a leitura de livros em francês; são ótimas e criteriosas escolhas .Toda obra que será trabalhada em sala de aula respeita o nível de francês do aluno para que ele possa compreender e seguir a obra. Desejamos que nossos alunos gostem das histórias, pois procuramos que eles sintam prazer ao ler a obra, porta para descoberta do imenso mundo da literatura francesa.

Algumas preferências pessoais?

Sou muito eclética. Para começar, todas as obras clássicas da literatura francesa. Sem exceção.

Seguem :

toda obra do Albert Camus,

Les fleurs du mal (Charles Baudelaire)

Tous les matins du monde (Pascal Quignard)

Celles qui attendent (Fatou Diome)

Brodeck (Philippe Claudel)

L’Amant (Marguerite Duras)

Balzac et la Petite Tailleuse chinoise (Dai Si jie)

Moi Tituba, sorcière ( Maryse Condé )

7 – Quais são os 3 atores/atrizes francófonos prediletos?

Isabelle Huppert, Isabelle Ajani, Gérard Depardieu, Omar Sy , Mathieu Amalric , Romain Duris, Audrey Tautou

8 – Quais são os 3 cantores/cantoras/bandas francófonos prediletos?

Temos aqueles grandes nomes: Serge Gainsbourg, Jacques Brel, Georges Brassens, Charles Aznavour e Edith Piaf. Além dos artistas mais novos, que não deixam mesmo nada a desejar, tais como: ZAZ, Stromae, Camille, Kendji Girac, Maître Gims, Jean-Jacques Goldman, Julien Clerc, Grand Corps Malade …

9 – Por que você acha que há tantos brasileiros querendo aprender francês?

Primeiro, nosso público muduo; há cada vez mais jovens, estudantes e ou ou profissionais, que gostam da língua e desejam aprender. Quando eu pergunto para os meus alunos por que eles querem aprender francês, a primeira resposta é: “J’aime la langue française” (Eu amo a língua francesa), “J’aime les sonorités du français”, (Eu amo o som da língua francesa). Há também aqueles que sonham em viajar para França, emigrar pro Canadá, fazer uma graduação ou seguir especialização superior na França. Além do que, saber apenas uma língua estrangeira não basta mais, é preciso ter sérios conhecimentos de outras línguas. O francês é uma língua importante pois é 1ª ou 2ª língua falada em 60 países, como a Suíça, Bélgica, Canadá, entre outros países nos 5 continentes do planeta.

Além disso, é uma língua que abre portas para a carreira profissional. No Brasil, estão presentes mais de 500 empresas francesas. A internet também popularizou a língua; hoje os jovens têm acesso a músicas, livros, filmes e séries francesas, como a série “Lupin”, que fez recentemente muito sucesso na Netflix. Percebo que as pessoas estão valorizando cada vez mais a língua francesa.

10 – Quais são as maiores dificuldades dos alunos brasileiros na hora de aprender francês?

Os brasileiros têm bem poucas dificuldades porque o francês, assim como o português, provem do latim. A principal dificuldade é fonética, na hora de pronunciar as vogais E, É, È, U. Os alunos também precisam também aprender a conjugar os verbos. Mas, eu sempre digo aos meus alunos que os tempos verbais são os mesmos da língua portuguesa e partilham mesma base de formação. No resto, a construção das oração é a mesma na 2 línguas sem contar que 65% das palavras são praticamente idênticas .

11 – Quais dicas você dá para quem está aprendendo francês?

Primeiro se matricule na Aliança Francesa, pois é garantia de qualidade! Outra dica é aproveitar as extensas ferramentas de aprendizagem disponíveis fora da sala de aula, como a TV5 Monde, a RFI, a Culturethèque da Aliança, as ricas plataformas dos livros numéricos da AF… Sem contar que hoje, o aluno tem a possibilidade de ver filmes, documentários, séries, entrevistas, tudo de graça, na TV5 Monde plus, um aplicativo tipo Netflix excelente e gratuito. Pode-se também treinar e reforçar com exercícios de todo tipo em muitos sites franceses, como: “Bonjour de France” e “FLE – Français Langue Étrangère”, Youtube…

Não posso deixar de mencionar a biblioteca da Aliança Francesa de São Paulo, na Unidade Centro, onde estão disponíveis 40 mil volumes de livros em francês, incluindo obras didáticas para treino linguístico. É, que eu saiba, a maior biblioteca francófona da América Latina. Antes, os alunos dependiam mais dos professores. Hoje, os professores ficam mais, fora a função de ministrar aulas obviamente, com a missão de aconselhar, estimular e abrir horizontes. São cada vez mais orientadores disponíveis on-line e ao vivo.

12 – Qual é o grande diferencial da Aliança Francesa?

A Aliança é a única escola de francês reconhecida mundialmente tanto no meio acadêmico quanto no mundo profissional.. Uma instituição cujas certificações são reconhecidas no mundo inteiro. A Aliança é também a única Instituição habilitada pelo Ministério da Educação da França a aplicar os exames para os diplomas de nível da língua Francesa.

Os professores são muito bem-preparados e estão sempre em formação contínua para se atualizarem. Mais do que uma escola de idioma, somos uma Casa da Cultura, como consta no próprio nome da instituição, pois divulgamos a cultura francófona.

13 – Compartilhe alguma experiência que marcou a sua vida nesses anos de Aliança Francesa.

O que mais sempre me toca, são principalmente estes alunos que não param de estudar francês apesar de terem percorrido todo o percurso curricular da AF. Tenho alunos no Módulo 14 (último da AF) que continuam estudando na Aliança há mais de 10 anos. É super gratificante ver que esses alunos amam a língua francesa e desejam continuar estudando e praticando a língua nos cursos propostos para o nível C2. A AF virou um segundo lar acolhedor.

Outro momento marcante e inesquecível para mim aconteceu quando eu recebi uns anos atrás, a condecoração das ‘’Palmes Académiques’’ concedida pelo Consulado francês em nome do do governo francês, com o documento oficial assinado pelo Primeiro Ministro francês, em reconhecimento da minha dedicação nesses todos anos à língua francesa, na Aliança Francesa. Fiquei muito grata e emocionada. Todo professor mereceria tal reconhecimento honraria como esta.

LEIA MAIS:

PERFIL #SUPERPROFS – CONHEÇA A PROFESSORA DANIELLE GOLDSTEIN
TOP 5: MUSEUS INUSITADOS EM PARIS
PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO: COMO SE ORGANIZAR PARA SEUS OBJETIVOS!