Top 3: Curiosidades sobre Chopin

28 de fevereiro de 2018 às 18:18

Por Beatriz Prieto 

Radicado na França, Frédéric Chopin fez carreira em Paris, deixando sua terra natal, a Polônia, aos 20 anos de idade. Sua habilidade musical já se destacava desde pequeno, e aos poucos foi concentrando forças no estudo do piano, instrumento que esteve presente em todas as suas composições. Pilar da música erudita do século XIX, Chopin continua cristalizado no mundo da música, e reserva algumas curiosidades relacionadas à França. Voilà!

Enterrado no Père Lachaise

O músico descansa no maior cemitério de Paris, o Père Lachaise, lugar em que também estão Édith Piaf e Jim Morrison (você pode ver a lista completa aqui. Seu túmulo, bastante visitado, tem uma estátua que foi esculpida por Auguste Clésinger, genro da mulher que Chopin nutriu um relacionamento extenso e tumultuado: George Sand.

chopin

A relação com a escritora George Sand

Chopin e Sand tiveram um relacionamento duradouro, entre 1838 e 1847. O amor dos dois virou até quadro, pintado por Eugène Delacroix, que era um fã inveterado de Chopin, e por isso mesmo quis retratar o casal. A escritora, que usava um pseudônimo masculino para publicar suas obras, era metade mulher, metade enfermeira do pianista, dono de uma saúde muito frágil que acabava por prejudicar a relação e a sexualidade entre os dois.

613px-chopinsanddelacroix

Seu coração…lá na Polônia!

Seus restos mortais estão no cemitério Père Lachaise, é verdade. Mas seu coração foi extraído do peito logo após a morte, e enviado para a Polônia, sua terra natal. Outro fato insólito é que dentro da urna mortuária de Chopin, em Paris, está uma taça de areia polonesa, presente que o compositor guardou ao longo de toda a vida. Embora tenha construído sua carreira na França, ele conseguiu alinhar elementos eslavos junto aos  europeus em suas chansons. Bravo!