Top 3: Curiosidades sobre o revolucionário Robespierre

5 de abril de 2019 às 10:01

Um dos líderes da Revolução Francesa de 1789, Maximilien de Robespierre conseguiu articular forças contrárias aos excessos e desmandos da monarquia. Sua ação culminou na condenação do próprio rei Louis XVI à guilhotina. A veia revolucionária e corajosa desse advogado e político francês o colocou no panteão dos homens que mudaram a história da França. Veja só outros fatos sobre ele:

robespierre-2

Teve uma infância conturbada

Robespierre perdeu a mãe quando ainda era uma criança, pois ela morreu ao dar à luz a sua irmã. O pai, muito deprimido, não teve suporte emocional para continuar a cuidar dos filhos, e então os deixou aos cuidados do avô. Saiu de sua cidade natal, aos 12 anos, e foi morar em Paris graças a uma bolsa de estudos no tradicional colégio Lycée Louis-le-Grand.

Ironicamente, lá ele ganhou o prêmio de melhor aluno, fato que lhe deu direito de conhecer o rei Louis XVI e a rainha Maria Antonieta. Mal sabiam eles que o garoto, dezoito anos mais tarde, iria orquestrar a revolução contra a monarquia.

Líder dos jacobinos

tomada-da-bastilha-jean-pierre

A Tomada da Bastilha, por Jean-Pierre Hoüel

Forte defensor dos ideais de Rousseau, filósofo social da época, Robespierre foi tomando conhecimento das causas pelas quais lutaria no futuro. Quando foi eleito deputado do Terceiro Estado, criado para contrariar a nobreza e o clero, que estavam aos poucos ruindo, ele já tinha destaque na revolta.

Em 14 de julho de 1789, no momento da queda da Bastilha, Robespierre era líder do clube dos Jacobinos, apoiado pelas massas populares e peça fundamental nos confrontos. O clube, bastante radical, perseguia pessoas contrárias ou com pensamento moderado à revolução, levando muitos para a guilhotina. O período no qual governaram ficou conhecido como regime do Grande Terror.

Também acabou na guilhotina

execucao-de-robespierre

A execução de Robespierre, retratada por autor desconhecido

Não foram só seus inimigos que passaram os últimos suspiros na guilhotina. Robespierre também não acabou nada bem. Seus adversários o prenderam e ele foi guilhotinado junto a seu irmão Augustin. Defensor do sufrágio universal, da abolição da escravatura e do lema “Liberté, Egalité, Fraternité”, Robespierre marcou a história e teve um papel de grande influência na queda do regime.

 

LEIA MAIS: