Pular para o conteúdo

10 coisas que você não sabia sobre o Festival de Cannes

30 de junho de 2021 às 12:03

O Festival de Cannes é um dos eventos mais esperados do ano. É um festival cult, mas ao mesmo tempo glamoroso. É internacional, mas mantém um charme francês único.

O Festival de Cannes é também um dos eventos mais plurais e democráticos da indústria cinematográfica, pois além do Grande Prêmio do Júri, outras competições acontecem em paralelo para dar visibilidade a novos artistas.

Veja agora, 10 curiosidades peculiares sobre o Festival de Cannes!

 

1 – A origem do Festival de Cinema de Cannes

No final da década de 1930, o governo francês decide criar um Festival Internacional de Cinema Livre, em oposição à Mostra de Veneza – criada em 1932 – e então controlada pelos regimes fascistas alemão e italiano. A concepção do Festival de Cannes parte da ideia do crítico de cinema, Philippe Erlanger, que recebe apoio de Jean Zay, Ministro da Educação da França e de Albert Sarraut, Ministro do Interior.

2 – Uma primeira edição cancelada

A primeira edição do Festival deveria acontecer no dia 1 de setembro de 1939, sob a presidência de Louis Lumière. Mas, o Festival de Cannes teve de ser cancelado com a entrada de tropas alemãs na Polônia. A primeira edição aconteceu finalmente, no dia 20 de setembro de 1946, após o fim da Segunda Guerra Mundial.

3 – A escolha de Cannes

Cannes_cidade
Cidade de Cannes

A Palme d’or refere-se ao brasão da cidade de Cannes, como o Urso em Berlim ou o Leão em Veneza. Outras cidades francesas chegaram a se candidatar para sediar o evento, como Biarritz, Deauville, Aix-Les-Bains, Le Touquet, Vichy e até Argel.

4 – O segundo evento mais divulgado do mundo

O Festival de Cannes recebe de 4.500 a 5.000 jornalistas credenciados, tornando-se o segundo evento mais divulgado no mundo depois dos Jogos Olímpicos.

5 – Um júri isolado do mundo

De acordo com o regulamento do Festival de Cannes, o Júri do Festival deve deliberar no próprio dia da cerimônia de premiação, isolado do mundo, sem celular ou internet. Apenas o Presidente e o Delegado Geral do Festival assistem às deliberações do Júri.

6 – Um tapete de 60 metros de comprimento

O famoso tapete vermelho do Festival de Cannes tem 24 degraus e 60 metros de comprimento. Pedaços do tapete são substituídos várias vezes ao dia. Ao longo dos quase 11 dias do Festival, serão utilizados de 6 a 7.000 metros quadrados de tapete vermelho.

7 – “Os Passos da Glória”

As etapas do Festival e seu tapete vermelho também são chamados de “Passos de Glória” (Les Marches de la loire). Foi o jornalista Yves Mourousi quem propôs a Gilles Jacob (Diretor do Festival) de instalar o tapete vermelho nos degraus para “estrelar” ainda mais este momento.

8 – Um tapete reciclado … em tapetes de carro

Após o Festival, os tapetes são fornecidos a uma empresa para serem reciclados e transformados em tapetes de automóveis.

9 – Cães premiados

Palmdog_cannes

Desde 2001, acontece o Palme Dog, uma premiação para prestigiar a melhor atuação canina em um dos filmes da seleção oficial.

10 – Primeira mulher à frente do júri

Em 2014, a cineasta, neozelandesa, Jane Campion, foi a primeira presidente feminina do júri do grande prêmio de Cannes.

Fonte: Les Petites curiosités du cinéma, de Jean-Sébastien Leroux, éditions François Bourin

 

LEIA MAIS: